Advogados DPO e a TI

Com a entrada da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) entrando em vigor em 2020, começa a ter uma corrida de advogados e os profissionais de TI (Tecnologia da Informação) para se qualificarem e serem futuros DPO (Data Protection Officer).

Em resumo os DPO são responsáveis em manter seguro os dados pessoais existentes na empresa, comunicarem com a agência regulamentadoras e prestarem informações e atenderem solicitações dos titulares dos dados.

Como as multas são altas, 2% do faturamento anual da empresa limitado a 50 milhões reais, a procura por DPO será grande.

O advogado consegue atender bem a parte referente a lei, comunicações oficiais, implementar processos, mas conseguiria analisar a infraestrutura de TI da empresa, analisar linhas de códigos fontes dos sistemas, entender como os dados estão sendo armazenados e protegidos dentro dos bancos de dados, periciar todo o ambiente para provar que acusações de falhas e vazamentos de dados não ocorreram.

O Advogado pode sim ser um DPO, mas é importante ter em sua equipe um profissional de TI de sua confiança com conhecimentos em segurança, banco de dados, perícia digital e principalmente com conhecimento sobre a LGPD.

Lembrando que vivemos em um mundo digital e provavelmente 90% dos vazamentos e roubos de informações pessoais serão resultados de falhas na TI, onde se dará a aplicação da LGPD seguida de suas multas.

https://www.linkedin.com/pulse/advogados-dpo-e-ti-tulio-rosa

This entry was posted in LGPD and tagged , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*